quinta-feira, 13 de outubro de 2011

photographia açoriana

© Carlos Enes

A história da fotografia nos Açores está bem documentada no sítio da Direcção Regional da Cultura, que apresenta uma leitura cronológica realizada a partir de investigação de Carlos Enes, sobre o período que vai de 1845 a 1995.
A referência mais antiga é ao daguerreotipista Marcellin Turpi, que viveu em São Miguel do ensino da língua francesa. Nos anos 50 um médico, António Ferreira Borralho, terá sido um dos primeiros açorianos a envolver-se com a fotografia, como amador.
São inúmeros os fotógrafos que estiveram de passagem na ilha, oferecendo os seus serviços por um curto período de tempo, como os estrangeiros Dubois ou Carlos F. J. Reeckell – “fotógrafo volante".
São da década de 60/70 os primeiros ateliers fotográficos de residentes: Nestor Ferreira Borralho, Carlos Severino de Avelar, António José Raposo - Photographia Artística, Carlos Augusto Mendes Franco - Photographia Terceirense, Domingos Mendes de Faria - Photographia Nacional, José Pacheco Toste – Photographia Central, Severino João de Avelar - Photographia Avelar, Manuel de Sá e Silva - Photographia Popular, Laureano P. da Silva Correa - Photographia Americana. 

Esta importante cronologia acessível ao público reflecte ainda os acontecimentos marcantes na história dos Açores em que a fotografia ocupa lugar de (merecido) destaque. A mesma página tem conteúdos biográficos acerca dos fotógrafos, um roteiro de colecções fotográficas com indicação de todos os espécimes existentes em cada núcleo, e uma breve história da fotografia nos Açores.  Em suma, um exemplo a seguir!

© Carlos Enes




4 comentários:

Flavia Carmem Amorim Mendes Franco de Sousa disse...

Carlos Augusto Mendes Franco foi meu tataravô. O meu bisavó, Alfredo Augusto Mendes Franco, filho do meu tataravô, veio para o Brasil - RJ. Eu sou Flavia Carmem Amorim Mendes Franco de Sousa. A minha avó contava que ambos eram muito inteligentes. Eu vi algumas fotos de família que foram tiradas em Açores.

catarina disse...

obrigada pelo comentário ;-)

Átila Guimarães Mendes Franco disse...

Eu sou Átila Guimarães Mendes Franco,filho de Carlos Augusto Mendes Franco,sou tataraneto do Carlos Augusto Mendes Franco fotógrafo no século XIX. Fiquei muito feliz em ter esta notícia, também vista em outro site,pois fiquei sabendo algo mais além de que o nome do meu pai,que era bisneto dele, ser uma homenagem à este famoso fotógrafo. Não consegui ver fotos que ele tirou e mesmo fotos dele. Gostaria que você me desse dicas onde encontrá-las. Meu e-mail é atilafranco64@yahoo.com.br.Sei que em 1870 ele entregou uma foto (cartão postal) ao rei Carlos I quando de passagem pela Ilha Terceira. Me despeço, já lhe agradecendo de antemão a possibilidade de poder contemplar um pouco da Photografia Terceirence! Obrigado.

catarina wheelhouse disse...

A família Mendes Franco encontra-se por aqui, que bom! Vou fazer os possíveis para saber mais sobre o vosso tetravô...
(eu é que agradeço os comentários!)

Publicação em destaque

as fontes discretas

já no distante ano de 2009, Maria do Carmo Serén publicou um artigo sobre a minha tese de mestrado, a que chamou de " as fontes discre...